A nossa razão de ser, antes de tudo, é sustentada pelo Valor mais irremediável, que é a Verdade, comungada por cada ser aqui e agora presente. Verdade para com todas nossas relações, inclusive consigo próprio e o planeta, é o ponto de partida, a força motriz que nos motiva a manifestar um centro de desenvolvimento integral para a autonomia do ser no mundo.

Ser integral significa considerar tudo que faz parte da realidade essencial, englobando corpo, emoções, mente e espírito. Atendendo, especializando e orientando através do trato humanizado, indivíduos desde suas necessidades mais básicas às mais sublimes. Nada pode passar despercebido, do plantar à comer, do brincar à cantar, da expressão à meditação. Compreendemos que o desejo de mudança só é inspirado de dentro para fora, para tal se faz necessário uma atmosfera segura e favorável, baseadas em atitudes colaborativas, para que cada alma possa manifestar o potencial criativo e singular que jaz adormecido no interior, esperando somente o solo fértil para o seu desabrochar. Cultivar nas pessoas a coragem para desenvolver habilidades proprioceptivas de reconhecimento do que acontece em seu interior para alinhar a expressão externa com o que acontece dentro, rompendo as programações sociais vigentes que desempoderam o reconhecimento do que sou, do que quero e de como busco autonomia, para sevir como modelo de uma vida integrada para gerações vindouras.

Autonomia para nós é sustentar a responsabilidade que temos, como homens desta terra, para conosco mesmos e para com o planeta. Sustentabilidade é palavra de ordem para quem quer viver de forma autônoma e livre. A crise externa a tempos se revela como uma incapacidade de sermos verdadeiros e assumir responsabilidade pelo que se é, se senti e se fala.

Somos natural, emocional e espiritual. Harmonizar estas instâncias através de um estilo de vida integrado com o planeta em seus ciclos é a nossa missão. Visamos criar uma centro de desenvolvimento para que possamos através da autonomia integral buscar à expressão mais genuína de cada alma presente almejando a individuação do Self, entendida por nós como pilar para nova Ecologia. Para alcançar e sustentar relações amorosas, é necessario mudar a forma de se relacionar com a vida em todas as suas nuanças.

Texto de Dinmaní Deva